Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


inicio



Wiki Mundo AZ

Este wiki foi desenvolvido para sanar as dúvidas quanto às tecnologias envolvidas em aparelhos de recepção de sinais digitais de satélites e seus recursos.

Para quem chega agora, sugerimos participar também de nosso fórum: https://mundoaz.com/forum


Tecnologia de decodificadores

Estes aparelhos são receptores de canais abertos (FTA ou Free-To-Air) via satélite e podem ser usados tanto em Banda C quando em Banda Ku, obrigatoriamente em formato digital. Alguns deles podem ter seu Firmware alterado ou mesmo substituído, a fim de executarem funções originalmente não previstas.

Eles recebem sinais via satélite para interpretá-los e transformá-los em sinais de áudio e vídeo conhecidos pelos aparelhos de TV atuais. Estes sinais podem ou não serem criptografados.

Atualmente existem dezenas de marcas no mercado, como: Azamerica, Azbox, Dreambox, Duosat, Freesky, Tocomsat, entre outras. Qual a melhor marca é uma questão altamente subjetiva e fora do escopo deste wiki.


Tecnologia de antenas

Tecnologia de satélites

Tutoriais e manuais diversos

Card Sharing

Card Sharing (CS) consiste na partilha de um ou vários cartões de decodificação através da Internet. Funciona através da conexão de dois ou mais receptores. Num dos receptores é colocado um cartão decodificador de um determinado operador, o primeiro equipamento funciona como receptor/servidor: lê os dados do cartão decodificador e passa-os para outro (ou outros receptores), fazendo com que este funcione como se tivesse também um cartão original. Ou seja, na prática, permite que um só cartão de assinante “abra” o sinal nos outros receptores que estejam permanentemente conectados através da Internet ao receptor/servidor que tem o cartão. Os receptores podem estar conectados na mesma casa ou mesmo em estados ou países diferentes.

Quase todos os receptores atuais funcionam com CS. O mais conhecido é o Dreambox. Para isso é necessário que o aparelho tenha uma entrada RJ-45, provido de um firmware especifico e um emulador.

Ao contrário ao que muitos possam pensar, não se trata de um sistema em que são partilhadas as imagens ou o sinal de satélite ou cabo, mas sim apenas os dados de decodificação do cartão. Usualmente há um custo mensal envolvido para a liberação destes dados.

Salientamos que os equipamentos que trabalham com CS são receptores FTA completamente normais e legais e só funcionam em CS quando alterado o firmware original.


Internet Key Sharing

Internet Key Sharing (IKS) é um sistema idêntico ao CS, só que é fornecido pelo próprio fabricante do decodificador. Desta maneira, não há nenhum custo adicional para usá-lo a não ser um acesso estável à internet.


Satellite Key Sharing

Satellite Key Sharing (SKS) é um sistema semelhante ao CS e IKS mas ao invés de acesso via internet, é necessário o uso de uma segunda antena, apontada para um satélite específico. Este sistema também é fornecido pelo próprio fabricante do decodificador então não há nenhum custo adicional para usá-lo a não ser a aquisição de uma segunda antena, cabos, conectores, etc.


História do Mundoaz

Em fins de 2009 ainda era o sistema Nagra 2 para canais em Português e uma turma participava ativamente dos fóruns sobre satélites. Os moderadores mais antigos do Mundoaz se conheceram nestes fóruns.

Nesta época as operadoras andavam fechando fóruns que mantinham firmwares em seus bancos de dados. Com isso, seguidamente havia uma demora para os amigos se reunirem novamente em função destes fechamentos. Houve então a sugestão de se criar fóruns pequenos, que fossem “reservas” para o caso de tirarem os grandes do ar. A ideia foi aceita e um em especial foi criado num provedor gratuito. No mesmo dia foi passado para um provedor pago, pois o gratuito não dava conta dos acessos. Para surpresa de todos, daquela ideia somente este fórum foi criado.

Ele foi crescendo devagar e na Quinta-feira anterior ao carnaval de 2010, foi publicada uma nota salientando e parabenizando os moderadores pois o fórum tinha chegado à marca incrível de 3.000 usuários (muito mais que a pretensão inicial). Na Sexta-feira seguinte houve um grande apagão para o Azamerica, em que os usuários ficaram 5 dias sem atualização. Nisso, todos os grandes sites não suportaram a quantidade de acessos e caíram, menos o Mundoaz que se mantinha no ar (instável mas acessível). Na Sexta-feira da semana seguinte, a contagem de usuários chegou a 29.000. Depois disso, a publicação do Mundoaz como referência pelas empresas que vendem decodificadores no Paraguai só ajudou no crescimento, chegando em poucos anos a mais de 2 milhões de usuários. Atualmente mantém-se com cerca de 100.000 usuários pois adotou-se a política de mensalmente fazer uma limpeza de usuários inativos.

Algumas coisas contribuíram para o sucesso:

  • Nome fácil de lembrar.
  • Muitos tutoriais. Isso faz a diferença na hora de solucionar um problema.
  • Recursos adicionais, como Chat e Wiki.
  • Criação de servidores de CS é assunto proibido. Isso tirou o foco das operadoras.
  • Armazenamento externo dos firmwares e com isso não há arquivos considerados ilegais no Mundoaz. O repositório aceita múltiplos downloads, sem propagandas, sem expiração e sem limite de velocidade.
  • Controle rígido de usuários quanto à palavrões e discussões.
  • Pouca poluição visual por propagandas.
  • Integração com Tapatalk, para uso em celulares.

Os primeiros moderadores foram os amigos de outros fóruns e muitos deles ainda são moderadores. Eles ajudaram muito a preparar material e colocar no forum. Muito tutorial foi feito e as respostas eram dadas já com um “mini tutorial” a fim de que outros pudessem aproveitar a informação. Inicialmente, o Mundoaz era somente para Azamerica e Azbox. Depois abriu para DreamBox e por fim para todos os mais significativos no mercado.

Em meados de 2015, passou por uma reformulação completa, atualizando a versão do fórum para uma que trouxesse mais flexibilidade na instalação de extensões. Com isso, tem hoje 3 linguagens, vários temas, recursos de edição de posts, etc. Também a seção Wiki foi atualizada em 2019, tanto na plataforma quando no conteúdo.

inicio.txt · Última modificação: 26/04/2019 18:09 (edição externa)